ESTE BLOG JÁ ULTRAPASSOU A MARCA DE 300 MIL ACESSOS, DESDE SETEMBRO DE 2012. OBRIGADÃO A VOCÊ QUE NOS VISITA COM REGULARIDADE.

sexta-feira, 20 de julho de 2018

Não esqueça de ler também a gazeta Kardec Ponto Com e a revista Gente Espírita

AS PUBLICAÇÕES digitais estão com links de leitura e compartilhamento atualizados, na coluna à direita deste blog. Acesse e boa leitura.

Carlos Barros
editor e redator.

Leia e compartilhe Kardec Já com os amigos. Eles vão gostar!

A EDIÇÃO de julho - agosto está com link para leitura e compartilhamento ativo na coluna à esquerda deste blog. Confira e repasse para os seus amigos em suas redes sociais.

DESTAQUES desta edição:
- Entrevista com Ivan de Almeida Farias, idealizador da Web Rádio e TV Chico Xavier. A pauta traz a assinatura do jornalista e web repórter Marcos Paterra.
- Bate Papo com José Lázaro Boberg, "pescado" da Revista de Livros (Editora EME), falando sobre o seu mais recente trabalho literário, "O Evangelho Q."
- Artigos de Octávio Caúmo PB), José Passini (MG) e Patrícia Sobral (ES).
- Agenda de eventos programados para os meses de julho e agosto.

LEMBRANDO: o informativo Kardec Já tomou o lugar de "Observatório Espírita". Mudou o nome, mas a qualidade editorial continua agradando os leitores.

Kardec Já repercute positivamente entre os nossos leitores

O INFORMATIVO era conhecido como "Observatório Espírita". Precisou mudar de nome porque já circula na web um informativo com nome idêntico. Agora é KARDEC JÁ. Um nome bastante significativo e que chama a atenção facilmente.
PELO MENOS foi isso que observamos nos recados que aportaram em nossa Redação, uns elogiando a diagramação, a qualidade do conteúdo; outros fazendo apontamentos criteriosos sobre algumas matérias publicadas.
VAMOS CONFERIR os recados mais interessantes.

Carlos, ficou muito boa a mudança do nome Observatório Espírita para Kardec Já. Eu aprovo. O título é chamativo e dá mais consistência às notícias. Ou seja, vai direto ao assunto. Ficou mais dinâmico e 'kardequizante'. Parabéns e aquele abraço.
Wilson Longobucco
editor da gazeta O Sol Nascente, escritor e palestrante.
Rio de Janeiro

Prezado Carlos, parabéns por mais essa contribuição na divulgação da nossa Doutrina. Concordo plenamente com o conteúdo do artigo "Eventos - Cobrar ou não cobrar?" Até já escrevi sobre isso. As ideias são semelhantes e o meu artigo está publicado no livro que está no link http://www.oconsolador.com.br/ano12/576/principal.html.
Mas, quanto à posição do nosso irmão Caúmo, não concordo com ele (artigo "Democracia e ditadura). Tenho 92 anos e não desisto de votar. É o único meio que temos para continuar lutando e não entregar tudo nas mãos das 'trevas'. Abraço.
José Passini
ex-reitor da Universidade Federal de Juiz de Fora, pesquisador, samideano e escritor.
Juiz de Fora - MG

Estimado amigo, Carlos, recebi e li com interesse, como sempre faço, mais este seu e nosso informativo Kardec Já (julho - agosto). A mudança do nome em nada alterou a qualidade das informações, que nos chegam mediante o esforço grande seu e de sua equipe de colaboradores.
A título e colaboração, permito-me fazer singelas observações , como segue.
- ALGUMAS notícias e anúncios de eventos costumam aparecer com falta de informações necessárias, tais como o endereço completo do evento. Não raro, aparecem a cidade, mas não o Estado à qual pertencem, deixando o leitor desinformado. Esse é um erro bastante comum na imprensa espírita, principalmente nas publicações regionais. Explica-se: há uma tendência de imaginar que todos os leitores conhecem a instituição e sabem onde se localiza, mas trata-se de um engano, pois os leitores de outras localidades e Estados ignoram por completo essa informação.
- O ARTIGO do amigo Octávio Caúmo, vazado em estilo pleno de ironia, pode induzir a erro o leitor quando faz colocações como esta: "Sabe qual é a diferença entre esses dois regimes: Na ditadura você está proibido de reclamar. Na democracia isso não adianta. Não perca tempo porque ninguém irá escutá-lo. Ou seja, não existe diferença e povo é sempre povo. É quem paga a conta".
A ideia que fica - de inequívoco engano - é a de que regimes ditatoriais e democráticos são iguais em qualquer lugar, favorecendo essa onda ultra conservadora e perigosíssima que grassa no Brasil e no exterior, pois as ditaduras são castradoras, violentas, suprimidoras do bem maior do ser humano, que é a sua liberdade.
A democracia, com todos os seus erros, é incomparavelmente melhor, mesmo que haja desvios de justiça e seres e grupos sempre atentos a operar com dominação sob desejos espúritos. Fica aqui minha observação.
- QUANTO AO interessante artigo assinado pelo amigo Passini, sobre essa massacrante cobrança de quase tudo o que se faz em termos de eventos no meio espírita, que até mesmo simples e pequenos seminários e palestras são objeto de cobrança. Mas - há algo ainda pior - esse procedimento agora alimenta inúmeros expositores, erroneamente taxados de oradores - que passam o tempo todo em viagens e nas tribunas dos Centros Espíritas, vivendo disso. Ou seja, do dinheiro que recebem proveniente desses seminários e palestras, seja a título de custear suas despesas, seja mesmo para suprir suas necessidade pessoais.
Tornaram-se verdadeiros profissionais da palavra. Vendem seus livros (muitos deles sem valor literário ou doutrinário), seus quadros ditos mediúnicos, aumentando, assim, sua renda. São sorridentes, fraternos e pegajosos, ou seja, fazem tudo para agradar e formar asseclas, tudo em prol dos seus objetivos doutrinários quase sempre giram em torno de lugares comuns, revelando a falta de profundidade que só um conhecimento sólido da doutrina conseguiria superar. 
Há mais, porém, fiquemos por aquiAbraço grande no amigo.
Wilson Garcia
jornalista, escritor, radialista, blogueiro e pesquisador.
Recife - PE

Leitores do blog reclamam a falta de postagens atualizadas

E RECLAMAM com razão. Quase esquecemos do nosso bloguinho depois de passar um perrengue danado com o nosso computador de "última" geração. Sem um antivírus eficiente (se é que existe o tal), acabamos "infectados" o que acabou causando todo o atraso na postagem dos feitos e fatos do nosso movimento.
PEDIMOS sinceras desculpas pela imprevisibilidade do ocorrido. Vida que segue e cá estamos nós cheios de gás para não deixar o blog "morrer na praia".

CABarros
redator desatento.

quarta-feira, 9 de maio de 2018

Espiritismo para mestres e doutores

Jayme Lobato é radialista e escritor. 
O ARTIGO publicado em KPC de maio (pág. 2), assinado por Saulo Rocha Neto (Recife, PE), repercutiu bastante entre os leitores. E um deles, o nosso estimado amigo Jayme Lobato, de Niterói, RJ, disse o seguinte: "Sei de Casa Espírita em que somente participa da Diretoria aquele que tem curso universitário".

Outro leitor (Jorge Santana, de São Paulo), enfatizou em sua opinião sobre o artigo que "o elitismo está transmutando o Espiritismo, antes oferecido como alimento espiritual para todos os homens de boa vontade que desejassem melhorar-se moralmente. O saudoso médium Francisco Cândido Xavier já alertava para esse mal influenciando espíritas esnobes de sua época. A influenciação, agora, está mais grave e profundamente constrangedora".

Mais uma leitora comentou o assunto, Patrícia Sobral (Vila Velha, ES): "Elitismo é sinônimo de divisão social. Quem é pobre, semianalfabeto ou pouco letrado, não tem acesso a determinados eventos espíritas pelo preço exorbitante do ingresso que é cobrado. Ou seja, promovem eventos para quem tem casta social e reconhecimento acadêmico, já que a linguagem usada não é entendida pelo leigos que conseguem ter acesso. Um lento e vergonhoso processo de discriminação social já observado quando o assunto é assistência social espírita. Muitas Casas Espíritas tratam o pobre necessitado sem o mínimo de respeito e dignidade. Vamos acabar com isso, gente!"

NOTA DA REDAÇÃO
O elitismo é uma mazela proveniente do orgulho, quase sempre dissimulado em muitos adeptos espíritas reconhecidamente "bem de vida". Não gostam de misturar-se com quem é pobre e exala mau cheiro. O que esses falsos espíritas preferem é lidar com pessoas lindas, maravilhosas, cheirosas e felizes. Muitos deles bastante parecidos com os túmulos caiados da advertência moral de Jesus. Lembram da passagem evangélica? É bem por aí.


terça-feira, 8 de maio de 2018

Distribuição de KPC de maio demorou um pouquinho

OS IMPACIENTES de plantão já estavam reclamando a edição da gazetinha Kardec Ponto Com de maio. Distribuída hoje (pela manhã), a repercussão foi imediata. Dezenas de e-mails confirmando o recebimento e com alguns comentários aportaram em nossa Redação, exigindo trabalho redobrado para responder os mais interessantes.

SE VOCÊ não recebeu a edição, reclame com o nosso setor de distribuição. Ou, se preferir, leia KPC de maio através do link que está postado na coluna à direita deste blog. É só dar um clique. Depois a gente seleciona os melhores recados dos leitores para postagem.

KARDEC PONTO COM
Não tem como ficar
sem ler.

CABarros / Da Redação

Editor da revista digital GARIMPO quer publicar evento literário promovido pela União Espírita Deus, Amor e Caridade

O EDITOR da revista, Glaucio Cardoso, perguntou se podia publicar a matéria sobre o Concurso Literário" promovido pela União Espírita Deus, Amor e Caridade (Casa da Vovozinha), editada na gazeta Kardec Ponto Com de maio, na página 12.

O PEDIDO foi feito ao editor de KPC, jornalista Carlos Barros, que o deixou à vontade para divulgar o evento literário realizado em João Pessoa, com a participação de 18 candidatos nas categorias Conto e Poesia.

SE VOCÊ, leitor (a), gostou ou não de alguma matéria publicada em KPC de maio, faça como o nosso estimado amigo Cardoso, do município de Mesquita (Baixada Fluminense), RJ. Publique, opine, comente, elogie, critique. O nosso espírito editorial é alteritário e democrático.

SÓ NÃO pode esquecer de mencionar a fonte.

INFORME PUBLICITÁRIO

INFORME PUBLICITÁRIO